quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

domingo, 7 de janeiro de 2018

Desenho gestual em carvão de chimpanzé

Este exercício em carvão sobre papel kraft tem por finalidade treinar o ordenamento rápido capturando por sensação a impressão total do gesto. Nesse método, não há medição de qualquer espécie, o que invariavelmente desemboca numa quantidade maior de erros de estrutura, como localização e proporção das partes. Ainda sim, os ajustes vão sendo feitos pela sobreposição de outras asserções que verificam a camada anterior. O segundo desenho contém as anotações de luz e pequenos toques que configuram a essência visual do animal, sem recorrer à representação dos pormenores como detalhamento do pelo.


Carvão sobre kraft, 2016, 30'.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Gestual de figura e drapeado

Dando andamento ao estudo mais aprofundado do método, resolvi combinar o uso das massas às linhas, refinando a leitura sem recorrer aos detalhe.

Registro do todo capturando o gesto e anotações de espaço tanto com massa quanto com linha

Sobreposição subdividindo os espaços com shapes menores, ajustes na estrutura do desenho (sem descrever forma) e anotação inicial dos valores das massas.

Gestual em grafite, 2016.

sábado, 30 de dezembro de 2017

"Retrato de Verdi", a partir da escultura de Vincenzo Gemito

No estilo pictórico, a abordagem de refinamento não consiste no acréscimo de detalhes cada vez mais minuciosos. No primeiro exemplo, as anotações são maiores e mais genéricas e esse método é válido quando o propósito é fazer uma série de anotações dos planos de luz, de forma rápida e concisa. Resolvi avançar reordenando os valores, o tamanho dos shapes, com o intuito duplo de registrar com maior precisão a luz e conduzir a leitura de maneira mais fluída e sutil.


 Desenho em carvão e lápis pastel branco sobre papel marrakech, 2016.

sábado, 23 de dezembro de 2017

Seguir por Email