sexta-feira, 14 de julho de 2017

Estudo de ordenamento de shapes e representação do fluxo de luz

Continuo fazendo estudos no carvão antes ou depois de estruturar no óleo colorido com o intuito de manter o ordenamento na colocação das massas, evitando assim aquelas duas atitudes dicotômicas mais corriqueiras: "jogar" as massas na tela ou no papel (para ver depois o que se vai fazer) ou imitar de forma descritiva os claros e escuros que se vê no modelo. Trata-se de um excelente exercício para manter a mente mais "afiada" para resolver questões relativas à borda, mapeamento dos shapes, escala tonal, luz, e subsequentemente poder focar com mais concentração as múltiplas dimensões do óleo, técnica tão exigente e complexa por sua quantidade imensa de variáveis.

Carvão e lápis branco sobre papel kraft, 2016

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Estudo de estrutura das massas no óleo colorido

O conceito do exercício foi de desdobrar as bases a partir de uma paleta de cores frias, basicamente a família do roxo/lilás e verde azulado, num arranjo tonal restrito. A grande tendência, do ponto de vista negativo, é de elas se tornarem sujas ao tentar "temperá-las". A solução foi de trabalhar num nível de pastosidade maior, muito bom por exigir um grau de destreza maior.








2016.

Seguir por Email